segunda-feira, 26 de março de 2007

sobre o que meu oráculo falou, vai falar, ou se ele existe.

huum, vamos lá, a parte de todas as doenças que resolveram se instalar no meu corpo neste momento(não vou listar, seria infinita), do meu 4,5 em redação (com pontinho adicional, humilhante mesmo) e de todos os problemas do planeta sobre os quais eu posso reclamar, tá assim... assim sabe?
tô com trauma de cinema depois que assiti número 23. Odiei. O filme é bom até, bem bolado, bem atuado mas eu odiei, tanto que fiz uma coisa que só fiz UMA (duas agora) vez na minha vidinha medíocre (esta outra engraçadíssima fica pra uma outra vez): saí do cinema antes do filme acabar.
tô com trauma de cinema, o meu trauma de médico está cada vez mais diminuindo devido ao aumento da frequência que vou, e além de outros traumas, tô com trauma de família, que me passou todos esses probleminhas legais de saúde (tenho até medo de falar doença.)
Agora vá lá, se eu fosse uma pessoa otimista (pretendo trabalhar isso nas minhas sessõezinhas semanais de terapia) o que eu diria disso tudo? Que as vacas gordas estão por vir?
Fica ai a interrogação. Ah sim, e a coisa com o oráculo é porque eu vi Matrix ontem. :}

Um comentário:

bebella disse...

essa hora errada de novo, saco.