sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Links

Interessantes, vale a pena dar uma olhadinha:
Ativismo
Adote
Ativistas pelos Direitos dos Animais - ADA
Boicote
Vida vegetariana
Isabella, acho bem interessante. Vale a pena ler os posts dela no fotolog.
Blog de Isabella (é minha xará, mas não sou eu amigës)


LEIAM, me digam o que acharam e discutam comigo, afinal, fantasmas não são amebas :D

11 comentários:

Ravi disse...

É muita consciência pra um post só. Será que é mesmo? Ou não devíamos todos postar sempre algo do tipo e estar bem informados a respeito dos assuntos, entre outros, que fazem do mundo informatizado o verdadeiro lugar pra se viver, viver constestando pelas melhores saídas. Luto sempre pela extinção da ignorância e morrerei lutando para o fim dela. É verdade que minha insatisfação geral dos problemas do mundo nunca acaba, mas talvez isso seja bom. Cada site desse, e tantos outros, precisam ser analisados. É preciso reservar um tempo da nossa vida inútil pra esse tipo de informação. Tenho orgulho tamanho da minha amigue!

UFA!

beijosss

. disse...

ativismo é coisa de desocupado ou desempregado esquerdista, adotar animais de rua é coisa de quem tem carência emocional e é mal resolvido sexualmente, boicote é tipo socialisto, bom e nunca vai existir nesse nosso mundo capitalista de alienados que fazem a linha elitista casa forte pobre de conhecimento, comida vegerariana é pra quem tem medo de morrer com problemas no coração mas não tem coragem de fazer exercícios físicos, Isabella é uma frustrada, com filhos pra criar e um salário de proletária e faz bicos de escritora péssima como ela é sem dizer nada interessante.

Tá discutido e nem venha argumentar.

. disse...

humor-negro é bem vindo por aqui?

acho toda essa conscientização muito bonita e blá blá blá, Isabella escreve bem e parece ser politizada do tipo que se envolve com alguma causa nobre como as do animais que viram casaco, crianças que passam fome ou algum ato do tipo, é pra discutir o quê? Acho que todo mundo vai concordar com sua iniciativa, mesmo que sejam do tipo inerte que suja as ruas, chuta os animais, enche o tanque do carro mesmo quando a gasolina aumenta abusivamente, reproduz a crítica que ouviu o pai dizendo na hora do jantar sobre bush pros amigos se impressionarem enquando come mcdonalds com coca-cola e acha que protestar no centro da cidade pelo aumento das passagens de ônibus é sinônimo de quebrar tudo, impedir o trânsito de quem vai trabalhar, dar na cara da polícia e mandar ver, se possivel destruindo algum patrimônio público ou privado, porque é todo mundo hipócrita mesmo e vivem em função do sistema dizendo querer um mundo melhor com todo mundo se amando e tendo o que comer achando que isso não tem nada a ver com sua vida e é uma realidade distante onde nada pode se fazer INFELISMENTE, claro.

ou alguém vai dizer que não?

Anie disse...

Vou repetir uma frase que ouvi no filme The Edukators:

"Todo coração é uma máquina revolucionária"

Mesmo que alguns pareçam contraditórios e sem iniciativa, a exemplo dos citados pela pessoa aí em cima.

Bebella, seu coração não é assim, contraditório talvez, mas sem iniciativa nunca!

Continue tentando fazer os fantasmas (não as amebas) que comentam aqui terem um pouco mais de consciência.

Bebella disse...

só corrigindo, INFELIZMENTE, com Z. :D

e eu não sou desacreditada.
por mais que eu saiba que a vitória da guerra é quase impossível ou distante demais da minha vida atual, vou ganhando umas batalhas aqui e ali e me sinto útil.

ESTAMOS VENCENDO!

e é exatamente isso que eu quis provocar... por mais que não concorde, o fantasma pensa no assunto quando lê e já tem algum contato, que é o mais importante :}

Anie disse...

pode colocar o link sim.
sobre o blog, é que um cara ,que não deveria saber o endereço, pegou o url com uma pseudo-amiga ( me arrependo até hoje de ter comentado com ela).Enfim, e ele se "encontrou" em alguns textos, daí deu um probleminha, então o blog voltou a ser "secreto" , mas pode colocar nos links sim!

. disse...

INFELISMENTE com S proposital, talvez com a releitura seja possível entender o motivo, não deixo de dominar regras gramaticais tão banais. ;D


ESTAMOS VENCENDO!
-ONDE? NO TERMÔMETRO OU NO NÍVEL DO MAR?

Tecla SAP pro meu comentário.
O questionado acima foi: Quem vai admitir a inércia criticando sua iniciativa? Ser hipócrita na sociedade é uma regra e não exceção. Penso que a iniciativa foi tomada na melhor das intenções, mas penso também que nenhum lampejo de consciência nasce tão facilmente assim "tendo algum contato" ou a realidade não choca a todos, todos os dias em cada esquina e continua-se assim, aplaudindo a iniciativa dos outros sem se fazer nada? O fantasma pensa ou aciona o mecanismo [aplausos]? Tenho sérias dúvidas a respeito do quanto cada ser humano se questiona acerca de qualquer coisa antes de agir sincronizadamente com todo o resto.


E contraditório é um coração inerte e "sem iniciativa" ser uma máquina revolucionária.
Lá no fundo?



(de onde? do poço?)

Anie disse...

Alguns links não farão a pessoa mudar completamente o modo de agir, mas,talvez, um lampejo de consciência possa começar a surgir, e, para as que já tomam determinadas iniciativas, pode incentivar. Acho que o “estamos vencendo” foi no sentido de: algumas pessoas começam a se preocupar com a realidade atual. Não significa que existam mais pessoas(em quantidade) preocupadas do que as que não estão ligando, pois sabemos o que realmente move o atual sistema capitalista, não é mesmo? Quanto ao coração, entendo como uma metonímia, já que não existem pessoas que não possuam o órgão( embora algumas aparentem não o ter).Logo qualquer um pode se tornar uma máquina revolucionária, se estiver disposto, lógico. Por fim, reli o texto e não entendi o infelizmente com s, se puder explicar, ficaria agradecida.

. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
. disse...

Quando me referi a "coração inerte" não disse que qualquer um não poderia ser, entendo perfeitamente a frase do filme.

"Todo mundo é bom."

Pra isso LÓGICO, basta estar disposto. Me referia aos que não estão, logo não são.

Todo coração PODE ser uma máquina revolucionária seria mais cabível, penso que até mais provocativo, mas isso é uma discursão irrelevante no final das contas.

Não disse que nenhum link modificaria completamente a postura de alguém, somente questionei se realmente é possível uma tomada de consciência permanente de que se deve fazer alguma coisa. No fundo cada um já não sabe disso e prefere ignorar? ou o contato inicial com qualquer coisa do tipo é realmente capaz de fazer alguém pensar nisso por mais de dez segundos? Todo mundo segue um padrão de comportamento, seria possível um leve contato fazer com que qualquer um que seja, mudasse esse padrão de comportamento? Eu sinceramente acho que não ou muito dificilmente, se fosse tão fácil, uma peça publicitária que veicula na mídia por exemplo, só precisaria ser exposta uma vez para que um determinado rebanho adotasse aquela idéia ou para que o lampejo de consciência surgisse de forma permanente. Acho que para que haja o posicionamento na mente de qualquer um que seja, aquilo precisa ser exposto repetidamente, quase como um mantra em todos os meios de comunicação possíveis. De qualquer forma não condenei a iniciativa em momento algum, é desse tipo de iniciativa, penso eu, que precisamos, elas apenas precisam ser feitas em maiores quantidades e de forma menos sutil, no ponto em que estamos acho que a sutilidade não cabe mais, pode ser uma visão só minha também, não estou afirmando que é a verdade absoluta. Apenas fiz indagações, onde questionei também que algumas pessoas, não necessariamente as que viessem aqui, mais algumas que se deparassem com iniciativas semelhantes, conseguiriam não ser hipócritas e admitir sua postura inerte, que pra mim é o primeiro passo para a tomada de consciência, penso que essas pessoas, são como elas mesmas dizem ou se acham: muito inteligentes e cheias de conteúdo, mas que não podem fazer nada a respeito INFELISMENTE*.

*com s proposital.

Acho que talvez agora dê pra entender que eu sou a favor e não contra tais iniciativas, também coloco as minhas em prática, só que de maneira mais agressiva, continuo achando que algumas provocações não cabem mais serem feitas de maneira sutil nem por um curto período te tempo, elas precisam de posicionamento na cabeça das pessoas.

Anie disse...

Entendi o infelizmente com s. Obrigada pela explicação.