terça-feira, 5 de agosto de 2008

Lover

Não sou muito de falar
Meu segredo tá no olhar
Deixa essa vergonha pra lá
Fica comigo agora
Não, não precisa falar

Te ensino minha linguagem
meu jeito de ser,
minha imagem.
Pra você gravar no peito
e nunca esquecer.

Você não sabe o que é o amor
e eu tampouco.
Quero descobrir entre teus cachos
qual é teu segredo, como eu faço?

Quero aquela boa intimidade
de te ter em casa
e andar pela cidade.

Quero mostrar onde dói,
pra você me curar
Quero seu toque pra me salvar

Quero entrar em sua alma
sem pedir licença
Me sentir em casa em teus braços
ser assim, intensa.

Se me permitir
te mostro um mundo lindo,
do nascer do sol ao entardecer
Te mostro as nuances de cores
que podem haver em meus olhos
quando digo: quero você.

2 comentários:

Nika disse...

Você também, gatan? Gostei demais do texto!

Anie disse...

eu não sei nem o motivo de eu ainda comentar em suas poesias, tenho uma incrível identificação com todas, muito mais do que com os outros textos, acho que nelas você consegue mostrar o seu talento literário, sério.

enfim, vim falar que mudei o url do meu blog, e ocultei também, para ficar mais restrito aos amigos, não sei se tinha comentado com você...
www.perderquemsou.blogspot.com
só mudei o url, mas todos os textos, incluindo os antigos, estão lá. Amplexos.