terça-feira, 17 de abril de 2007

Hello little boys, little toys.

Música é uma coisa? Bem, toda coisa tem que ser algo, então se música existe já é uma coisa. Existe, logo, é uma coisa. (essa regra super inteligente não se aplica as pessoas.).
Então, música é uma coisa interessante e relativa, como tantas outras coisas na vida.
Uma música é capaz te deixar numa euforia incrível, numa felicidade alucinógena, mas também pode fazer você chorar todas as suas lágrimas ou até mesmo ajuda a você curtir aquela deprê como ninguém consegue fazer.
Esta foi a parte interessante. A relativa é que tem gente no mundo (pobres coitados) que quando vai a um show de Saia Rodada acha que não vão conseguir se recuperar daquele fenômeno. Tem gente que pira no show de Simple Plan, e sai falando “ai Simple Plan minhavida!” E existem ainda aqueles que vão a um show de Montage ou de The Film e realmente não se recuperam, dançam freneticamente mesmo com os pés fodidos e ainda tem que aturar uma doida na sua frente que parecia ter recebido oxum no corpo.
Eu já fiz muitas reflexões (muitas delas dentro de sala de aula) de como a música influencia minha vida e não cheguei a nada concreto, só sei que é indispensável.
E tem mais, existem algumas coisas que a gente não supera mesmo, tipo a maquiagem a prova d'água de Brian Molko, os petelhos de Chan Marshall e isso:

2 comentários:

Shee disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
bebella disse...

é, a mulher aranha é tosca mesmo.